quinta-feira, abril 05, 2012

Viva a CP, viva a mobilidade sustentável

Sou um cliente muito assíduo dos comboios e faço muita propaganda do bom serviço que prestam. Tenho uma razoável tolerância ao mau serviço que às vezes também prestam e sempre que o comboio é uma alternativa razoável em tempo, opto pelo comboio, mesmo que existam camionetas com condições relativamente melhores de horário (e, às vezes, de conforto, como acontece na linha da Beira Baixa).
Mesmo quando saio da linha de serviço do comboio, em que a falta de flexibilidade do comboio o impede de ser competitivo, opto muitas vezes pelo excelente serviço comboio/ carro de aluguer. O preço é muito razoável, a distância percorrida a guiar muito menor e a flexibilidade entra por via do aluguer do carro se o que tenho a fazer não é em sítios servidos directamente pelo comboio. E o tempo de viagem bastante semelhante à alternativa de levar o carro desde a origem ao destino.
Acabei de receber uma carta que confesso que me deixou verdadeiramente contente por ser uma boa demonstração de respeito da CP pelos seus clientes, o que é um bom indicador de que vivemos num país civilizado.
Vamos ao que interessa:
"...as condições de compensação por motivo de atraso (se o motivo for imputável à CP) são as seguintes: 1) Reembolso de 50% do valor do bilhete, sempre que a duração da viagem exceda em 60 minutos o tempo de viagem estabelecido no horário; 2) Reembolso integral do bilhete sempre que a duração da viagem exceda em mais de 50% o tempo da viagem estabelecido no horário" (aplica-se o mais favorável se os dois forem aplicáveis).
Ora o que aconteceu foi que um dia em que tinha uma reunião em Évora, ainda não tinha partido o comboio e já tinha ultrapassado o horário de chegada. Reclamei o reembolso.
A CP concordou e vai mandar-me uma carta cheque de 12 euros.
Não fico rico com isso mas uma carta destas enriquece o país e a CP.
Os bons desempenhos e os sinais de civilidade devem ser propagandeados.
O próximo passo seria a CP ter bem escrito este direito de reembolso nestas condições em cada banco do comboio, porque suspeito que fui o único a reclamar e que os outros nem sabiam que tinham este direito de reembolso (já agora, reclamei também do picas. Não me quiz dar o impresso que eles têm sempre nos comboios para estas reclamações. Pedi-lhe então o impresso para fazer sugestões e reclamações e o pica esse já me deu, o que serviu perfeitamente porque é o mesmo do pedido de reembolso, que aliás entreguei na estação, que é da REFER, porque fiquei com a impressão de que o picas nunca mais trataria do assunto. Se calhar fui injusto com o picas, mas na estação deram-me um comprovativo de que tinha entregue a reclamação. Não tinha nenhuma expectativa mas a CP resolveu surpreender-me e dar-me uma lição de humildade. Obrigado CP. Pela lição e pelos 12 euros).
henrique pereira dos santos

4 comentários:

Ana disse...

Felizmente apanhou um bom caso. Eu não posso dizer o mesmo: numa viagem ida e volta Covilhã-Lisboa, tive um atraso de 55 minutos para Lisboa e 50 minutos na volta à Covilhã. Reclamei e pedi indemnização e a resposta da CP foi "perfeita": pediram desculpa mas só pagam a partir dos 60 minutos de atraso. Azar o meu que apanhei dois atrasos com menos disso numa viagem ida e volta. Se fosse uma empresa íntegra e com responsabilidade social, abriam uma excepção e indemnizavam-me.

bicicleta disse...

Muito interessante. Também sou fã da CP, embora utilize principalmente o serviço da linha de Cascais. Entristece-me imenso ir observando a sabotagem constante aos transportes ferroviários neste país. Alegra-me muito verificar que, o pouco que existe, apesar de tudo, até funciona bem.

Quanto à situação da Ana, embora pareça injusta, é minha opinião que as excepções não devem existir. Regras são regras e quando estas são dobradas, tanto podem dobrar para um lado, como para o outro.

RF

Anónimo disse...

Eu também sou grande fã dos comboios. A CP irrita-me um bocadinho porque tem filhos (os Alfa e afins) e enteados (os Regionais). Não que os comboios regionais propriamente ditos sejam maus, que não são (são modernos, confortáveis, práticos e elegantes... ups, já estou a exagerar), mas a CP parece estar convencida de que os Regionais sâo para os info-excluídos e atrasados, e que só os utentes dos Alfa têm direito a mordomias e modernices.

E gostava que viesse a Tróika e obrigasse alguém a fazer finalmente obras na estação do Entroncamento, que muito jeito me dava. Some daaaaaay....

IsabelPS

Anónimo disse...

Ainda bem que a CP faz isto, mas só o faz, não por ter muito respeito pelo seus utentes, mas simplesmente porque a Comissão Europeia assim o obriga (acontece o mesmo nas viagens de avião).