quarta-feira, março 30, 2011

O princípio do utilizador permanente mas pagador intermitente

Escolhi esta imagem porque gosto de ironias. Quatro faixas, dois carrinhos: um, ao fundo, que mal se vê e outro cuja função é exactamente patrulhar a estrada


Confesso que mesmo conhecendo este governo que nos governa mas não se responsabiliza e a conversa mole que costuma usar para justificar as coisas mais absurdas, fiquei de boca aberta quer com a possibilidade de suspender o pagamento nas SCUTs, quer com a justificação esfarrapada.

O que o governo nos diz é que as pessoas só devem pagar os recursos que usam se isso não tiver implicações na votação do partido que apoia o governo.

E o mais desesperante é ter a noção que o actual chefe da oposição pensa exactamente da mesma maneira.

E que as outras oposições idem.

E que pouco mais me resta que fazer posts sem qualquer importância sobre o assunto.

henrique pereira dos santos

PS Este governo é o mesmo que diz que a situação desesperada das finanças públicas em Portugal é só responsabilidade de terceiros. Suponho que pagar ou não pagar SCUTs seja irrelevante para as finanças públicas